Vidros Temperados ou Laminados: Qual o melhor?

Vidros temperados ou laminados – Saiba qual é o melhor…

Os vidros desempenham um papel fundamental em muitos projetos arquitetônicos. Além de se mostrar uma ótima escolha estética, o vidro é bastante versátil, podendo ser empregado em residências e edifícios, seja em fachada, janelas, portas, entre outras aplicações

Entre as vantagens desse material podemos destacar sua resistência, proteção, possibilidade de utilizar para fins ornamentais, aumento da iluminação natural, praticidade e etc.

Existem diferentes tipos de vidros, mas neste post vamos tratar mais especificamente dos vidros temperados e laminados. Saiba mais!

 Vidros temperados ou laminados: Qual o melhor?

 

Vidros Temperados ou Laminados: Qual o melhor?

 

Vidro temperado

O vidro temperado possui um processo de fabricação por meio do tratamento térmico do vidro comum (não temperado), o qual é chamado de têmpera. Esse tratamento submete o vidro a temperaturas controladas que oscilam entre 600 a 700° C em forno. Em seguida as lâminas de vidro são resfriadas de forma que o choque térmico aumente sua resistência mecânica.

O que torna o vidro temperado até seis mais resistente que outros tipos de vidro como o laminado. Por essa razão é amplamente utilizado na construção civil, recebendo o nome de “vidros de segurança”.

Entre as aplicações do vidro temperado é possível destacar veículos, box para banheiros, vitrines, sacadas e utensílios de cozinha como travessas, pratos, panelas, copos, jarras e etc. Na construção civil são empregados em sistemas sem caixilhos, porém também podem ser aplicados em esquadrias que demandam mais segurança.

   
 

Além de ser mais resistente, quando estilhaça, o vidro temperado se quebra em vários pedaços menores e não-cortantes. Devido as suas muitas qualidades, é geralmente, mais custoso que os vidros comuns e não admite erros. Ou seja, após passar pelo processo da têmpera, não é possível cortar o vidro, daí a necessidade de conhecer as dimensões do local em que será instalado.

Vidro laminados

O vidro laminado é composto por duas ou mais placas de vidro, unidas por camadas de polivinil ou resina transparente. Também é um material de segurança, pois o material intermediário é capaz de conter os estilhaços, em um efeito chamado de “teia de aranha” que ocorre quando o impacto não é suficiente para perfurar todas as placas.

O curioso é que o inventor, o químico francês Edouard Benedictus, inspirou-se em um acidente em seu laboratório em 1903. Um frasco de vidro que continha um revestimento plástico caiu e quebrou, contudo os estilhaços se mantiveram unidos. Sua primeira utilização prática foi nas máscaras de gás usadas na Primeira Guerra Mundial.

Vidros Temperados ou Laminados: Qual o melhor?

 

Atualmente é aplicado em para-brisas de automóveis, janelas e vitrinas em locais em que não pode cair o vidro quebrado, a exemplo de corrimãos e claraboias. Sua aplicação exige que todos os seus lados estejam fixados ou colados em um perfil.

Afinal, qual o melhor e qual utilizar?

Não há um melhor ou pior, desde que tenham qualidade. A escolha vai depender de fatores como recursos disponíveis, local onde será aplicado, bem como as condições climáticas. Além disso, o produto deve atender as especificações da NBR 16259, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Vale ressaltar que a escolha entre os vidros temperados e laminados deve sempre priorizar a segurança e a durabilidade do material.

 




Deixe um Comentário