Calhas e Rufos para Telhados: Como escolher?

Veja como escolher as calhas e rufos ideais para a sua obra…

A construção e execução correta de coberturas é fundamental para a segurança de uma construção, e pode ser a diferença entre uma construção duradoura ou dores de cabeça constantes.

Uma das principais formas de garantir a qualidade de um telhado é a escolha correta do tipo de calhas e rufos que serão utilizados.

Calhas e Rufos para Telhados: Como escolher?

 

 Calhas e rufos para telhados – Como escolher?

Enquanto calhas são peças responsáveis por encaminhar o fluxo de água ao seu local de esgotamento, como ralos ou reservatórios, rufos são dispositivos fixos que protegem partes sensíveis da cobertura, como encontros entre telhas e paredes.

Existem vários tipos de calhas e rufos disponíveis no mercado, que variam não só em relação a material de fabricação, mas também em relação a formato e área de utilização, e a escolha dependerá de vários fatores, como o local da construção e o tipo de cobertura.

Materiais de fabricação

As calhas são produzidas principalmente em três materiais diferentes: alumínio, aço galvanizado e tubos de PVC, e a escolha varia principalmente ao tipo de ambiente que a construção de encontra.

As de PVC são a opção mais utilizada devido ao seu melhor custo-benefício e a possibilidade de aplicação em beira-mar. Entretanto, este tipo não é indicado para receber grande fluxo de água, como em telhados muito grandes ou com grande inclinação.

Para esses casos, é recomendado que se utilizem calhas de alumínio, mais caras, mas que são resistentes à maresias, além de poderem ser coloridas, ou calhas de aço galvanizado, mais baratas, mas que não oferece resistência à corrosão por água salgada.

   
 

Já os rufos são encontrados em dois tipos de material: o aço galvanizado e o alumínio. Assim como no caso das calhas, a melhor alternativa se dará pelo ambiente, sendo as peças de alumínio mais adequadas para regiões de litoral.

 

Calhas e Rufos para Telhados: Como escolher?

 

Formato

O formato ideal de calha varia em questão de utilização e de acabamento desejado pelo usuário, e existem diversos no mercado. Para casos em que o beiral está livre, podem ser escolhidos os modelos de calha de moldura ou americana, por exemplo.

Já para locais próximos a paredes ou semelhantes, é recomendado a aplicação de uma calha quadrada ou modelo semelhante, que ofereça fixação extra na parede, para garantir a estabilidade da peça. Além disso, todas as peças variam em dimensões, e o tamanho correto deve ser escolhido levando em consideração o volume de água esperado para o local de aplicação.

Para os rufos, os formatos são fabricados especificamente para cada uso. Para locais de encontro de partes da cobertura com outras estruturas da construção, por exemplo, são utilizados rufos internos ou externos, enquanto para os rincões são utilizados rufos de água furtada. Por fim, para proteger o topo de muros e paredes, evitando assim marcas de mofo e enfraquecimento da estrutura, podem ser aplicados rufos de pingadeiras.

Seguindo essas dicas de escolha das peças corretas e utilizando materiais de qualidade, você terá certamente uma cobertura confiável e que protegerá sua residência, afastando perigos de infiltrações e vazamentos que podem custar caro no futuro.